domingo, 12 de agosto de 2007

É pique, é pique...

Anselmo Serrat é daquelas figuras que se confundem com o que fazem. Impossível pensar Picolino sem associar a Anselmo ou imaginar o cara sem ouvir a gritaria da garotada debaixo da lona de Pituaçu.
Desde o início da década de 80 este carioca faz parte também da história de Salvador. Impossível contar a história cultural recente desta cidade sem falar de Anselmo e da Escola Picolino de Artes do Circo. Pai de cinco filhos, pai de milhares de crianças que transformaram suas vidas num picadeiro, pai da idéia fixa de unir arte circense e educação nesta cidade de Oxum.
Guerreiro, muitas vezes centraliza, muitas vezes deixa correr solto. Mas num misto de malabarista, acrobata, trapezista, palhaço e domador vai tocando este sonho, que não se sonha só.


Que Deus lhe dê muita saúde e paz neste dia dos 59 anos. Neste dia dos pais.
Dos amigos da Picolino
Do almanaque
Convocação
Dalton Carneiro*
Respeitável público! Minhas senhoras e meus senhores!
Meus amigos, ilustres visitantes, gente daqui e de todo lugar!
Boa noite! (...) Eu disse: BOA NOITE!
Hoje tem espetáculo?! Tem, sim senhor!
E o palhaço, quem é?

É Roger Avanzi, o Picolino. A alma sapeca do Grande Circo Nerino tremula na bandeira amarela, vermelha e azul desta nossa casa. Sob suas lonas baianas, ou em qualquer lugar do mundo, centenas de meninos e meninas, há mais de 18 anos, dão vida aos sonhos de paz, sobrevivência e beleza de uma geração ainda atormentada pelos horrores da fome e da tristeza, e pelo medo de não ser feliz.
Hoje, aqui, neste picadeiro de papel, um espetáculo especial: a história dos meninos e meninas da Picolino. Na cidade de Salvador, Picolino é o Circo, é a Escola de Artes do Circo, é a Cidade, é o palhaço Roger, é rima de menino, é arte de arrimo, é o gorro de Anselmo, é Ondina, Rio Vermelho, Aeroclube, Itapuã, Pituaçu... É um punhado de boas idéias na cabeça de um sonhador, são os sonhos todos dos amigos do sonhador, é a experiência de velhos mestres acolhendo jovens talentos da violência das ruas ou da solidão dos lares.
Quando a cidade se faz platéia em volta do picadeiro, busca no artista o que ninguém mais faz: o vôo do trapezista... o salto do acrobata... as mãos mágicas do malabarista... a alegria dos palhaços. Quando a cidade vem ao Circo, respeitáveis cidadãos vêm sonhar. Artistas de carne e osso trabalham muito duro, no dia-a-dia, para lhes oferecer duas horas de sonhos intermináveis.
Quem são estes artistas? Como se descobriram? Como vivem? Como constroem seus maravilhosos espetáculos? O que fazem para sobreviver? De onde trazem a emoção que vive em suas lembranças para sempre?
É com a maior alegria, respeitável público, que a Escola Picolino de Artes do Circo os acolhe para o acontecimento do maior espetáculo da terra!
- Serão as maravilhosas façanhas de um bando de meninos no picadeiro?
- Será a categoria internacional de seus artistas?
- Será o vulcão de alegria, raça e vigor dessa criançada?
- Ou, talvez, a cachoeira musical de uma banda de gaiatos do lugar?
- A boa qualidade da fé de seus amigos?
- Ou as pessoas de fibra desta cidade, que fazem desta corda humana fé cega em faca amolada?
- Não estará, verdadeiramente, este espetáculo, no berço comum destas pessoas, fonte permanente de sonhos de liberdade e vôo?
- E aqueles belos destinos, tecidos a ferro e cordas?
Não, meus amigos o maior espetáculo da terra somos nós, aqui, agora, existindo desse modo!
* Pai das artistas/instrutoras nana e nina, é presidente da Associação Picolino e ator, representou o papel de Glauber rocha no espetáculo Guerreiro, estreado em 2000.

Fonte: Almanque Picolino - 2004

4 comentários:

Márcia Rodrigues disse...

Anselmo,
Parabéns por fazer de Salvador uma cidade melhor, mais colorida e por fazer da lona do picolino um dos ícones da baianidade.
Nos 60 anos quero baticum...samba de verdade.

Nilson disse...

Anselmo,
Você é o cara que toca esse grande projeto - podemos chamar de "engenharia social"? - chamado Picolino. Parabéns por tudo que já foi feito e pelas coisas novas e incríveis que ainda virão. Um abraço.

Anônimo disse...

Vida Longa a esse Guerreiro, Mágico, Palhaço, Educador, Pai, Amigo, Companheiro e etc e tal!!!
Te amo Anselmo!!!
Vc está no Top 5 dos homens mais importantes da minha vida!!!
Parabéns!!!
Por este dia!!! E por todos de sua existencia!
Beijosssssssaudades!!!

K.Paz

ivaneide disse...

oi meu nome e ivaneide filha de uma ex professora da picolino izabel e so tenho o q agradecer a anselmo serrat homem de um caracter maximo vç e sua famila moram no meu coraçao

Quem sou eu