quinta-feira, 16 de agosto de 2007

Hoje tem espetáculo!

Ter um espetáculo em cartaz por dez anos seguidos é o sonho de toda companhia, e a Escola Picolino de Artes do Circo está comemorando esta proeza com casa cheia: nesta sexta (17), nada menos que duas mil crianças estarão na platéia para assistir, em apresentações às 9h e às 14h, ao início da temporada 2007 de Todo Mundo Vai ao Circo, projeto educativo iniciado em 1997, em parceria com a Coelba, que utiliza as peripécias da linguagem circense para ensinar o uso responsável da energia elétrica.

Em cada espetáculo, estarão estudantes de quatro escolas públicas municipais. Serão mais oito apresentações até outubro, quando está programado um grande ato de encerramento da décima temporada na Concha Acústica do Teatro Castro Alves, revela Anselmo Serrat, coordenador geral da Escola Picolino.

O Todo Mundo vai ao Circo, que nesses 10 anos conta com o patrocínio da Coelba e do Governo do Estado, através do Programa FazCultura, está chegando à marca de 150 mil espectadores, todos alunos da rede municipal de ensino. Anselmo Serrat observa que, embora o espetáculo seja basicamente o mesmo, com poucas variações, a platéia nunca se repete, e a emoção é sempre a mesma.

“Graças a este projeto, a grande maioria dos alunos entra pela primeira vez sob uma lona de circo. É um momento marcante na vida deles”, ressalta. Em cartaz, uma aula de cidadania: os artistas da Companhia Picolino apresentam números de acrobacia, malabares, monociclo, trapézio de vôos e muita palhaçada, para despertar o interesse das crianças para os cuidados que devemos tomar com a eletricidade.

2 comentários:

ANSELMO disse...

Algumas crianças que um dia sentaram na plateia deste espetáculo,passado 10 anos hoje estão do outro lado ou seja no palco. Vieram, viram se apaixonaram e hoje brilham nos palcos da Bahia, do Brasil e do mundo.
VIVA O CIRCO e
QUE TODO MUNDO VÁ AO CIRCO

CURINGA disse...

Hum!!!!!

TODO MUNDO VAI AO CIRCO... menos eu que estou aqui do outro lado do mundo (ou pelo menos do oceano) vendo o Muro de Berlin, que ainda nao caiu completamente... revelando os horrores da guerra passada... no nosso Brasil a guerra é outra... no cotidiano a luta pela sobrevivencia... e um dos principais GuerReiros desta "luta armada", a Picolino, continua brigando com unhas, dentes(sorrisos) e muita alegria... provando que o impossivel é possivel... VIVA A PICOLINO!!!

Quem sou eu